Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor Portugal
análises
Alien: Blackout

Alien: Blackout

Amanda Ripley está de regresso para enfrentar um xenomorfo, agora num formato móvel

Skip

Os fãs de Alien: Isolation há muito que esperavam o anúncio de uma sequela, e quando se soube que um anúncio relacionado com Alien e Amanda Ripley - a protagonista de Alien: Isolation - estava eminente, os fãs ficaram naturalmente entusiasmados. O que se seguiu, contudo, foi uma grande desilusão, já que em vez de uma sequela produzida pela Creative Assembly para PC e consolas, foi anunciado um jogo para plataformas móveis, produzido pela Theory Interactive. A reação dos fãs foi naturalmente negativa, mas desilusões à parte, tem Blackout qualidade ou não para manter o legado de Alien: Isolation?

Numa resposta curta: não, não tem qualidade para fazer jus ao jogo anterior, mas também não é um desastre. Esta experiência móvel coloca o jogador novamente na pele de Amanda Ripley, que terá de orquestrar uma série de eventos a bordo de uma estação espacial para sobreviver ao xenomorfo. O jogador vai gerir uma equipa de sobreviventes da estação, através de Amanda Ripley, que terá de guiar o grupo para os seus objetivos, enquanto tentam evitar o perigoso 'Alien'.

Isto é conseguido através de controlos táteis, que cumprem bem o objetivo, mas informação é também crucial para o sucesso. Alguns níveis têm câmaras ou até sensores de movimento, que indicam a presença do xenomorfo, mas isso não é suficiente para saberem onde está em todos os momentos. É precisamente quando isso acontece, quando a localização do Alien é desconhecida, que o jogo se torna particularmente tenso e assustador. Com o avançar do jogo, os objetivos começam a ficar cada vez mais dispersos, e a localização da criatura cada vez menos óbvia, o que obriga a jogar com atenção e cuidado. Para acrescentar a toda esta tensão, existe um contador para terminarem cada secção - esse contador corresponde à electricidade disponível, e se acabar, bem, como já dizia Bill Paxton, é "Game Over, man!".

Alien: Blackout

À semelhança de Alien: Isolation, quando o xenomorfo está perigosamente próximo surge um indicador sonoro, indicando que está na hora de largarem o que estavam a fazer, e de fecharem a portinhola dos túneis por onde pode eventualmente atacar o jogador. Nos níveis mais tardios, existem várias entradas possíveis, e como fechar uma entrada envolve passar o dedo em cima dela, vão estar a passar o dedo freneticamente pelo ecrã. Alien: Blackout é surpreendentemente assustador e tenso, sobretudo quando sabemos que o xenomorfo está próximo, e que um reinício forçado do nível pode estar a meros segundos.

Alien: Blackout não é longo, e pode ser completado numa tarde bem jogada, mas considerando que custa € 5.49, parece-nos perfeitamente adequado. A longevidade também depende de como abordarem o jogo. Se o objetivo for somente ultrapassar todos os níveis, irão completar a aventura rapidamente, mas se recomeçarem cada nível com o objetivo de salvarem todos os membros, vão alargar a longevidade. Dito isto, não nos parece um jogo que incentive a muitas revisitas, depois de terminado.

Visualmente, Alien: Blackout é capaz de apresentar uma atmosfera opressiva, remanescente do ambiente do primeiro filme, mas não chega à qualidade gráfica de Alien: Isolation. Algumas animações são algo trapalhonas e presas, e a IA nem sempre escolhe o caminho mais lógico a seguir, mas salvo estes reparos, Blackout cumpre de um ponto de vista técnico. O departamento sonoro é também bastante competente, e será reconhecível por fãs de Alien.

O que podemos dizer de Alien: Blackout é que é de facto um jogo de Alien, ainda que não o que queríamos. O principal objetivo de um jogo da série deve ser o de causar momentos de tensão e até algum pânico, e Blackout consegue atingir esses objetivos, ao contrário de outros jogos baseados na licença. Não está ao nível de Isolation, nem nada que se pareça, e muito menos tem qualidade para se afirmar como uma sequela, mas é uma experiência móvel sólida, que por € 5.49, merece ser considerada por fãs da licença.

Skip
Alien: Blackout
06 Gamereactor Portugal
6 / 10
+
Boa atmosfera. Alguns momentos de tensão. Adaptação razoável da licença ao formato móvel.
-
É curto e sem valor de repetição. Animações trapalhonas. Experiência de jogo limitada.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor