Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
análises
Return of the Obra Dinn

Return of the Obra Dinn

A tripulação de Obra Dinn está perdida, e cabe ao jogador descobrir os seus destinos.

  • Texto: am Bishop
Facebook
TwitterReddit

O produtor Lucas Pope ganhou nome ao criar jogos com design original e criativo, sobretudo com o clássico indie Papers, Please. Esse jogo, onde assumiam o papel de um oficial de fronteiras, permitiu a Lucas Pope contar uma série de histórias interessantes e dramáticas, através de mecânicas de jogo originais, e é precisamente também esse o foco do seu novo jogo, Return of the Obra Dinn.

Obra Dinn é um navio, cuja tripulação faleceu sob circunstâncias desconhecidas. Cabe ao jogador investigar o que se passou, sob as ordens de um tipo chamado Henry Evans. Para ajudar a desvendar os eventos, o jogador terá acesso a um dispositivo especial, que permite investigar os últimos momentos de vida de cada cadáver. A questão é que não é apenas uma questão de visualizar esses momentos, vão realmente viajar para esse momento. Não podem interferir no que aconteceu, mas certos detalhes vão ficar como estavam nesse tempo, como uma porta que poderia estar fechada, e que agora ficou aberta. Para dificultar ainda mais a tarefa do jogador, não vão encontrar os corpos por ordem cronológica - uns morreram antes, outros depois -, e isso torna a missão mais complexa.

Aos poucos têm de ir preenchendo o vosso livro com informações sobre cada membro da tripulação que encontram: quem era, como morreram, quem os matou, e assim por diante. À medida que a trama se desenrola, vão descobrindo mais pormenores sobre cada elemento da tripulação, num total de 60 membros que devem encontrar. É como perseguir uma cenoura pendurada à nossa frente, e cada novo pedaço de informação real que conseguimos descobrir, pareceu realmente uma descoberta. Em certos aspetos lembra-nos de Tacoma, no sentindo em que vão usar ficheiros de áudio e o ambiente para perceberem o que se passou.

A dificuldade surge porque só existem alguns momentos de diálogo, sobretudo em que nomes sejam mencionados, o que vos obrigará a especular sobre quem é quem. Em grande parte terão de usar as pistas que recolhem e uma lógica de dedução para reduzirem as opções de nomes. Outra dificuldade surge no momento de descobrir para onde devem olhar de seguida, já que as portas e os corpos podem aparecer em qualquer sítio. Como não existe uma ordem precisa, e não existe um rasto de migalhas para seguir, podem ter dificuldade em perceber o que se segue.

Return of the Obra DinnReturn of the Obra Dinn

A chave é prestar atenção a cada detalhe, e à forma como algumas personagens vão reaparecendo ao longo da história. Terão de perceber a ligação entre todos para que possam fazer sentido da história, e percebam finalmente o que aconteceu. Não se trata apenas de ouvir o que está a ser dito, mas identificar quem é quem em cada momento parado no tempo.

Um dos pontos mais impressionantes de Return of the Obra Dinn é o seu estilo visual extremamente peculiar, onde tudo é preto e branco. É um estilo que funciona bastante bem, e que transmite a sensação de estarmos a viver a história através de um livro antigo. Essa sensação não é exclusiva ao estilo visual, já que alguns eventos do jogo também nos lembram dos velhos contos de histórias no alto mar. Existe tragédia, drama, ganância, heroísmo, e até um toque do super-natural e do fantástico, tudo acompanhado por uma banda sonora que também ela nos lembra dos velhos cânticos dos marinheiros.

A nave em si é muito densa, no sentido em que não é muito grande, mas é formada por vários compartimentos, quartos, e áreas, que vão demorar horas a explorar. Até ao final estarão a ser surpreendidos pela história, as suas personagens, e até mecânicas de jogo. Supomos que terá sido extremamente difícil ligar as histórias de cada um destes 60 indivíduos, e ainda mais complicado transmitir tudo isso através de um jogo que não segue um formato linear, mas Lucas Pope voltou a mostrar que é um criador de jogos extremamente talentoso. Um jogo altamente recomendável para quem procura algo original e uma série de problemas para resolver.

Return of the Obra DinnReturn of the Obra DinnReturn of the Obra Dinn
Return of the Obra DinnReturn of the Obra DinnReturn of the Obra Dinn
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Estilo visual único, mas belo. Recorda antigas histórias marítimas. Densa colagem de várias histórias. Dedução lógica no seu melhor.
-
Por vezes é bastante difícil perceber para onde é preciso olhar.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor