Gamereactor follow Gamereactor / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands / 中國 / Indonesia
Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
análises
Death Road to Canada

Death Road to Canada

Uma viagem dos diabos.

  • Texto: Odd Karsten Svartaas
Facebook
TwitterRedditGoogle-Plus

"São 15 dias de viagem até ao Canadá, temos o depósito cheio, meio maço de cigarros, é de noite, e temos óculos escuros."

É este o espírito de Death Road to Canada, um jogo independente criado numa produção conjunta da Rocketcat Games com a Madgarden. O objetivo é simples: conduzir da Flórida, EUA, até Ontario, Canadá. Pelo caminho podem recolher uma série de personagens caricatas, o que embora possa ser mais duro com os recursos, aumenta a segurança do grupo. Isto num mundo cheio de zombies.

Death Road to Canada está disponível para PC e iOS há já algum tempo, mas foi agora lançado para PlayStation 4 e Nintendo Switch (onde testámos o jogo). É preciso destacar a delícia que é jogar Death Road to Canada na consola da Nintendo. Além do elemento portátil, existe a possibilidade de passar um Joy-Con a um amigo para jogarem cooperativamente, o que é fantástico.

Cada jogador escolhe a sua personagem (ou cria-a ,utilizando um editor), carrega a caçadeira, e faz-se à estrada. Esta personalização estende-se às suas habilidades e características, e com isso, ao estilo de jogo. Em baixo podem ver os exemplos que criámos para a nossa sessão cooperativa.

Death Road to CanadaDeath Road to Canada

À medida que vão jogando vão desbloqueando novas características e habilidades, o que significa que existe uma certa sensação de progresso apesar de provavelmente falharem várias vezes. Death Road to Canada é um Roguelike, o que significa que inclui morte permanente e mapas gerados de forma aleatória. Depois de um curto tutorial, e de se fazerem à estrada, vão descobrir que os recursos são bastante escassos.

Quando começamos a jogar, decidimos parar num super-mercado para tentar encontrar comida. Utilizando artes marciais, senso comum, e um cano pesado, conseguimos desfazer os zombies que nos apareceram pela frente. Infelizmente não foi uma paragem produtiva, já que tudo o que conseguimos foi uma lata de feijões e alguma gasolina. Lá tivemos de continuar de mãos quase a abanar.

O dia terminou, e foi-nos dada a oportunidade de passar a noite num motel suspeito. O seu gerente tinha "homicida em série" escrito por todo o lado, e decidimos não arriscar. Preferimos continuar viagem, mas isso teve os seus custos, já que as personagens tornaram-se "rabugentos" e "cansados" no dia seguinte. Decidimos parar nos subúrbios, e depois de algum esforço, conseguimos arrecadar um machado, algumas balas, e gasolina. A falta de comida começou a ser problemático.

À medida que vão jogando, vão descobrindo mais pormenores sobre as personagens, incluindo atributos e características escondidas. Por exemplo, quando um crocodilo comeu as chaves do nosso carro (sim, este aconteceu), descobrimos que uma das personagens era um lutador experiente de wrestling. Isso permitiu-lhe lutar com o crocodilo e recuperar as chaves, mas não sem levar umas dentadas valentes. Isto leva a uma revelação na outra personagem, que aparentemente tem capacidades médicas.

Isso, infelizmente, não chega, e precisamos de ligaduras para travar a hemorragia. A próxima paragem é portanto num campo de sobreviventes, com a esperança de conseguirmos mantimentos. Não conseguimos nada disso, mas a troco de cinco unidades de comida conseguimos convencer um tipo a juntar-se ao nosso grupo. Este tipo tem melhores capacidades técnicas que a nossa personagem, o que lhe permitiu parar a hemorragia com os poucos recursos que tínhamos.

Mesmo com poucos dias de viagem, já tínhamos uma estória para contar, e esse é um dos pontos fortes de Death Road to Canada. Devido à sua estrutura e design, é o tipo de jogo que permite aos jogadores encontrarem as suas próprias estórias, que serão diferentes entre todos e entre sessões. Pormenores como os comentários das personagens, gerados pelas suas personalidades e pelos eventos, são outro elemento que ajuda a manter a experiência fresca.

Claro que, como todos os Roguelike, existe a frustração associada a morrer e a perder todo o progresso. Uma forma de suavizar essa frustração surge da opção para gastar pontos Zombo. Estes pontos são obtidos enquanto jogam e ao cumprirem certos objetivos, e permitem comprar habilidades e características, incluindo melhoramentos permanentes. Isto ajuda a criar uma sensação de progresso, mesmo na hora da derrota, e aumenta as possibilidades de sucesso da tentativa seguinte.

Um elemento que causou alguma frustração durante a nossa experiência está relacionado com o modo cooperativo. Quando estão a jogar com outro jogador, um membro é definido líder, e o outro, acompanhante. Até aqui, nada de mais, mas isso significa que apenas o líder pode entrar e sair dos edifícios. Isto pode causar alguma frustração no segundo jogador, que pode sentir que está a ser arrastado pelo primeiro jogador. Ainda pior, quando existe uma mudança de cenário, a segunda personagem desaparece durante alguns segundos, e isso pode ser bastante problemático. Ficamos à espera que estes problemas possam ser resolvidos numa atualização.

Death Road to Canada é um jogo acessível ao nível de controlos, mas desafiante, e está repleto de momentos divertidos, sobretudo em modo cooperativo. Se apreciam o tema de zombies e luta pela sobrevivência, e da estrutura Roguelike, Death Road to Canada é uma recomendação fácil.

Death Road to CanadaDeath Road to Canada
Death Road to CanadaDeath Road to Canada
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Excelente valor de repetição. Está cheio de humor. Banda sonora destaca-se. Modo cooperativo local.
-
Modo cooperativo no geral precisa de ser polido.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor