Gamereactor follow Gamereactor / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands / 中國 / Indonesia
Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
análises
ARK Park

ARK Park

Os dinossauros de ARK: Survival Evolved em realidade virtual.

Facebook
TwitterRedditGoogle-Plus

Há pouco mais de um ano, a Crytek libertou um jogo chamado Robinson: The Journey, um jogo que acabou por ser uma desilusão, embora apresenta-se um grafismo razoável em realidade virtual, e um grafismo de qualidade. A Snail Games decidiu agora apresentar a sua própria versão de dinossauros em realidade virtual, servindo-se da base de ARK: Survival Evolved. Infelizmente, o resultado final é bastante negativo, ao ponto de nos fazer ter saudades de Robinson: The Journey.

Tal como ARK: Survival Evolved, ARK Park também não tem uma narrativa óbvia. Pede-se que o jogador percorra o parque de dinossauros a experimentar tudo o que está disponível em termos de conteúdo, algo que se divide em três mini-jogos. A primeira é a área de ciência, onde podem observar hologramas de dinossauros sem grande contexto adicional. Na secção de recolha vão navegar a selva, e cada nível requer que recolham um determinado número de informações para que possam progredir. Para conseguirem isso, devem analisar animais, partir pedras com uma picareta, e abanar umas luvas ao pé das plantas. Estas áreas são, contudo, extremamente pequenas, do tamanho de um apartamento.

O terceiro e último mini-jogo é uma galeria de tiros. O objetivo é evitar que os dinossauros destruam um objeto estranho, com inimigos a virem de várias direções possíveis. Eles vão diretos ao objeto, ignorando o jogador, mas é tudo muito básico. Os inimigos não têm qualquer reação aos tiros, e quando morrem, simplesmente desaparecem. Tudo isto sem contexto ou informação, é apenas uma desculpa para dispararem contra dinossauros.

Podem jogar com os Moves ou com o DualShock 4, e o movimento é feito como se fosse um teletransporte, à semelhança de muitos outros jogos de realidade virtual. Para se moverem devem apontar com a cabeça para onde devem ir, mas aqui surge outro problema, já que por vezes esse sensor é extremamente sensível, ou não reage de todo. Em cima disso, como as áreas de jogo são muito pequenas, estão recheadas de paredes invisíveis.

O jogador pode levantar certos objetos, e existem algumas ferramentas disponíveis nos menus, para ajudarem a recolher informação. Também aqui é tudo muito trapalhão, e construído sem grande capacidade de design. Por exemplo, em cima referimos que podem usar o DualShock 4, e sim, o jogo suporta o comando, mas nem todas as ações necessárias estão disponíveis com o comando.

O grafismo de ARK Park não é terrível, mas também não é bom. Na versão que jogámos, PS4, é bastante desfocado, com texturas de má qualidade, e modelos bastante básicos. E como já referimos, as animações são muito pobres e nada reage a tiros ou interações. Os animais também tendem a ignorar plantas, árvores, e até o jogador, passando por eles como se não tivessem uma estrutura física.

ARK ParkARK Park

Este tipo de movimento preso é também aplicável ao jogador. Vários objetos podem ser apanhados pressionando um botão, e se largarem esse botão, atiram o objeto. A distância percorrida pelo objeto arremessado é sempre a mesma, e faz sempre o mesmo som quando bate no chão, independentemente de ser água, rochas, ou madeira. À semelhança dos dinossauros, os objetos também evaporam depois de serem utilizados, reaparecendo no local original. Alguns níveis nem sequer têm essa função para recuperar os itens, o que significa que o jogador fica sem nada para fazer.

O posicionamento dos menus e dos textos é outro problema, obrigado a algumas posições pouco confortáveis para que o jogador possa ver ou ler tudo. E sim, calibrámos várias vezes o jogo.

ARK Park parecia ter algo potencial, e a premissa é interessante, mas a execução é terrível. Com um preço de € 49.99, tudo o que nos resta dizer é que evitem ARK Park a todo o custo, mesmo que o apanhem em promoção. A expetativa de explorar uma espécie de Jurassic Park em realidade virtual parecia-nos um sonho, mas o que encontrámos foi um verdadeiro pesadelo.

ARK ParkARK ParkARK Park
02 Gamereactor Portugal
2 / 10
+
A premissa é interessante.
-
Movimento trapalhão. Animações medíocres. Design atabalhoado dos menus. Pouco conteúdo. Aborrecido. Controlos nem sempre funcionam como queremos.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor