Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Gamereactor
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
análises
NBA 2K18

NBA 2K18

A boa forma da 2K tinha de quebrar algum dia...


Há vários anos que a 2K domina a área dos jogos de basquetebol, e não parece que a EA Sports esteja em condições de fazer competição real em breve com NBA Live. Embora NBA 2K17 fosse um jogo bastante bom de basquetebol, o modo carreira e o seu foco em narrativa desapontou-nos. Este ano MyCareer está de volta, mas para sermos totalmente honestos, parece-nos ainda pior que o ano passado, afetado não só pelos mesmos problemas, mas também por novos -e mais graves.

Antes de começarem a lutar pela vossa carreira profissional de jogador de NBA, têm de escolher o aspeto da vossa personagem. Podem simplesmente usar o editor de personagem, ou fazer um scan da vossa face através da aplicação Smart que acompanha o jogo. Até aqui, tudo bem, e logo de seguida vão visitar a nova área central de jogo. Em vez de percorrem menus e linhas de texto, terão um pequeno bairro para explorar, onde vão encontrar campos de treino, estúdios de tatuagens, barbeiros, e lojas. É um espaço cheio de vida, sobretudo porque é partilhado online com outros jogadores.

É também aqui que uma boa fatia da estória de MyCareer se desenrola, mas é uma narrativa algo trapalhona e dolorosamente lenta. A personagem do jogador comporta-se como uma estrela convencida durante grande parte do tempo, e torna-se difícil criar uma ligação com o que é suposto ser o nosso avatar. Claro que podem contar com a presença da namorada, do agente, e do típico rival, entre outros clichés.

A estória é previsível, mas está longe de ser a pior parte do jogo - essa distinção tem de ir para as micro-transações. Basicamente podem pagar por pontos de experiência, de forma a evoluir a personagem mais depressa, mas o verdadeiro crime da 2K é que, sem investir nestas vantagens, a evolução da personagem é dolorosamente lenta, e a experiência de jogo torna-se incrivelmente aborrecida. Não nos importamos muito com micro-transações, se o design não parecer ter sido demasiado influenciado por elas, mas não é o caso. O jogo está claramente construído de forma a incentivar o jogador a gastar o seu dinheiro para evoluir mais rápido, e isso destrói MyCareer por completo.

A jogabilidade em si, felizmente, continua a ser brilhante. A 2K criou uma excelente base há vários anos, e tem vindo a evoluir e a aperfeiçoar essa base em cada edição. NBA 2K18 não é exceção, e embora não existam grandes diferenças para o ano passado, o processo de jogar basquetebol em NBA 2K 18 é uma delícia. O elemento defensivo parece ter sido particularmente trabalhado, não só em termos da defesa do jogador, mas também na inteligência artificial, com melhor posicionamento dos basquetebolistas.

Também notámos uma maior distinção entre os atletas, com recriações mais reais das suas particularidades. Se estiverem a jogar com os melhores basquetebolistas, podem fazer a diferença, desde que saibam com quem estão a jogar e como potenciar os os seus pontos fortes. Existe mais personalidade e individualidade em cada atleta, o que acrescenta ainda mais realismo à experiência. Esta é sem dúvida a melhor recriação de sempre do desporto de basquetebol em videojogos.

O sistema de dribles também foi alvo de algumas alterações, e agora funciona de forma semelhante às fintas de FIFA. Utilizando o analógico direito podem executar uma série de movimentos, como passar a bola entre as pernas, ou por trás das costas. Os lançamentos livres agora também têm um novo medidor que mostra quando devem largar a bola, algo que funciona também bastante bem com a vibração do comando. É um excelente equilíbrio entre uma experiência de jogo bastante realista, mas também divertida e acessível.

Embora seja lamentável o que a 2K fez com o modo MyCareer, existem outros modos que podem explorar. Fantasy Power em MyTeam está de volta, bem como MyLeague, Playoffs, e Start Today. Até o MyGM está incluído, embora ainda não seja perfeito. Muitas das escolhas acabam por não ter consequências, e o facto das sequências cinemáticas não terem vozes acaba por ser desapontante. Por outro lado, a simulação em si é boa, e para quem gosta de estatística, o MyGM continua a ser uma opção interessante. São modos competentes, mas que ainda podem melhorar imenso, e gostaríamos de ver uma evolução mais séria na edição do próximo ano.

Como já referimos, enquanto simulação de basquetebol, NBA 2K18 é quase perfeito. O grafismo e o som são quase perfeitos, a jogabilidade é fluída e refinada, e a inteligência artificial tornou-se mais competente. Toda a apresentação em torno dos jogos, incluindo os comentadores, as informações e estatísticas, e o espetáculo pré-partida, continuam a ser detalhes fantásticas. Neste aspeto, a única falha a apontar são os loadings demorosos.

NBA 2K18 é um jogo de desporto estupendo, que recria basquetebol como nenhum outro jogo antes dele, mas o que a 2K fez com MyCareer não pode ser ignorado. Estragar um modo de jogo com um design ganancioso é algo que nos desiludiu profundamente, algo que NBA 2K e os seus fãs não mereciam, sobretudo considerando que MyCareer tem o potencial para ser o principal atrativo da série.

NBA 2K18NBA 2K18
NBA 2K18
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Mecânicas de jogo brilhantes. Gráficos e som impressionantes. Jogabilidade profunda.
-
O modo MyCareer é terrível. Ganancioso com as micro-transações. Loadings longos.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor