Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Gamereactor
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
análises
Death Squared

Death Squared

Embora já esteja disponível para outras plataformas há algum tempo, Death Squared está perfeitamente adequado à Switch.

  • Texto: Fredrik Säfström & Bengt Lemne
Death Squared

Depois de um longo dia de trabalho, uma das melhores maneiras de descontrair é ao pegar num jogo de puzzles desafiante e envolvente, e foi isso mesmo que fizemos nestas últimas semanas com Death Squared, recentemente lançado para a Switch (o título já estava disponível para PC, PS4 e Xbox One há alguns meses). Acreditem naquilo que vos vamos dizer: estão perante uma verdadeira tortura com puzzles ao mais alto nível.

Tal como acontecia com Brothers: A Tale of Two Sons, vão controlar duas personagens em simultâneo em Death Squared. Vão dar vida a dois robôs, cada qual através dos manípulos analógicos da Switch, e o objetivo principal é levá-los a uma zona em forma de círculo - o que é mais fácil dito do que feito, pois a mais pequena falha pode resultar no vosso fim. Durante os primeiros 10 níveis do jogo morremos 23 vezes, tanto devido aos feixes laser que derretiam os nossos robôs como a pequenos erros da nossa parte que faziam cair as personagens pelos abismos.

Além dos perigos dos mapas, a produtora SMG Studio introduziu também elementos contra-intuitivos que vão exercitar o vosso cérebro. Por exemplo, o robô vermelho começa sempre no lado direiro do mapa e é esta personagem que controlam com o manípulo analógico esquerdo - já perdemos a conta das vezes que morremos ao confundir os robôs. Contudo, o fracasso serve como curva de aprendizagem, dado que vão ficar a saber o que têm de fazer e nem vão ter de esperar muito para tentar outra vez; assim, embora falhem muitas vezes, não é algo que seja extremamente frustrante.

Os níveis que encontram em Death Squared são extremamente variados e tudo existe segundo um código cromático - o que lhe permite introduzir novos elementos dos puzzles sem quaisquer explicações adicionais. Um botão vermelho só pode ser acionado pelo robô vermelho, e blocos invisíveis com uma luminosidade azul só permitem a travessia do robô azul. Nunca é mais complicado que isto, e esta clareza exemplar perdura com o decorrer do jogo, ao mesmo tempo que novos e variados elementos vão sendo apresentados durante os 80 níveis.

Outro aspeto que entretém bastante são os comentários sarcásticos que escutam cada vez que falham. David, um funcionário da Omnicorp, adora lançar umas chalaças e as conversas que ele tem com o seu colega são muito divertidas. É um dos maiores motivos que nos leva a continuar, dado que a estória em si é irrelevante, e não apresenta conteúdos suficientes para nos manter cativados.

Death Squared

Infelizmente, o design de níveis torna-se algo aborrecido passado um bocado e os cenários são um pouco cinzentos e genéricos, o que se torna algo cansativo. É de lamentar, pois o conceito tem um grande potencial. No entanto, tudo melhora ao convidarem um amigo para jogar no modo cooperativo. Dada a natureza implacável do jogo, vão ter de ser muito cuidadosos e comunicar de modo a progredir, pois com dois jogadores há o dobro do risco. Na verdade, este modo é o mais

aprazível e pode ser comparado com o de Snipperclips: Cut It Out, Together!, também para a Switch.

Este título revela o que de melhor tem para oferecer ao experimentarem vários métodos e combinações até chegarem a uma solução. Proporciona uma grande sensação de recompensa especialmente nos níveis mais avançados, e isto é ainda mais óbvio ao jogarem com um amigo - embora desejássemos um grau de dificuldade mais gradual, dado que os puzzles se tornam bastante difíceis rapidamente.

Death Squared providencia uma experiência divertida e desafiante que infelizmente sofre de um design de níveis desinteressante a meio do jogo, os quais pudessem talvez ter sido removidos de modo a terem à disposição apenas os melhores. Mesmo assim, Death Squared é um título forte que devem jogar com um amigo durante o resto do verão, caso tenham a oportunidade.

Death Squared
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Muita variação de níveis, excelente sentido de humor, modo cooperativo divertido, implementação sagaz de códigos cromáticos.
-
Os cenários são um pouco desinteressantes. Podia conter mais algumas inovações e o alto nível de dificuldade torna-se por vezes cansativo.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor