Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Dutch
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
antevisão

Dirt 4

Uma interessante mistura entre Dirt 3 e Dirt Rally.

Publicidade:

Dirt Rally é um jogo soberbo de condução, tanto no PC, como nas consolas. Há quem diga que é um dos melhores jogos do género alguma vez criado, mas é também um jogo difícil. Talvez demasiado difícil para o jogador casual. Dirt Rally foi construído para os fãs do género de condução, amantes não só da temática, mas também do género. Jogadores que dediquem horas a aprender pistas, técnicas, e estatísticas, jogadores que consigam identificar as diferentes condições de corridas, e que sejam capaz de se ajustarem de acordo com as necessidades.

Durante a semana passada foi apresentado Dirt 4, e o Gamereactor foi convidado para visitar os estúdios da Codemasters em Londres para testar o jogo. Durante o evento conversámos com Paul Coleman, da Codemasters, que nos confessou o arrependimento do estúdio em relação ao grau de dificuldade imposto em Dirt Rally. Para Dirt 4 ficou bem cedo definido o desejo de criar uma experiência capaz de se adequar a todos os tipos dos jogadores, desde o condutor casual ao piloto mais experiente. Ao contrário de Dirt Rally, Dirt 4 vai incluir várias opções que permitiram personalizar a experiência de jogo, para que possam torná-lo mais simples e acessível, ou mais complexo e desafiante.

"A maioria das pessoas não é capaz de conduzir um carro de rali a 70 milhas por horas através de uma pista como Monte Carlo, por exemplo. Mas o mais importante é que todos amamos rali, e queremos que o maior número de jogadores possível possa desfrutar do jogo. Não foi uma decisão particularmente difícil, porque na verdade vamos manter tudo o que já tínhamos, mas vamos acrescentar algo que torne Dirt 4 mais acessível a um maior número de jogadores", referiu Clive Moody, Produtor Executivo Sénior na Codemasters.

Em Dirt 4 existem dois modos básicos de experiência que podem escolher. O modo Simulação é baseado em Dirt Rally e inclui vários melhoramentos. O modo Normal foi desenhado para jogadores menos experientes, e será mais semelhante à experiência de condução de Dirt 3. A ideia também é permitir que os jogadores possam evoluir as suas capacidades conforme jogam, e se assim o desejarem, investirem mais tempo noutras áreas específicas da condução e dos rali. Para ajudar este processo a Codemasters criou uma nova "escola de ralis", onde várias lições teóricas são interligadas com segmentos mais práticos de jogabilidade. Até existe uma área aberta para testarem carros em várias condições.

Publicidade:

Nesta versão que jogámos, ainda longe da versão final que chega e junho, já estavam incluídos os dois modos de experiência. A demonstração também incluía dois carros e um país, Austrália. Escolhemos o modo Normal, e dentro desse modo de condução encontrámos ainda os vários graus de dificuldade para a inteligência artificial, definidos entre Jogador, Piloto, Profissional, e Destemido. Estes níveis de dificuldade também incluem diferentes graus de assistência à condução.

A primeira corrida que jogámos foi sentados ao volante de um Subaru WRX STi NR4. A primeira impressão que tivemos foi que se tratava de uma versão menos exigente de Dirt Rally, mas sem parecer tão arcade como Dirt 2 ou Dirt 3. Dito isto, a forma como as assistências nos ajudaram a manter o carro em pista tornaram a condução pouco natural. Depois experimentámos o modo Simulação, e a condução pareceu-nos de imediato muito mais próxima de Dirt Rally. São dois estilos de condução diferentes, mas Clive Moody diz que têm trabalhado muito para não distinguir demasiado os dois. São estilos de jogabilidade diferentes, mas ambos pertencem ao mesmo jogo. Uma palavra também para as pistas australianas, que nos pareceram mais dinâmicas que nos jogos anteriores.

Parte do conteúdo de Dirt Rally, como rali e ralicross, estão presentes em Dirt 4, além de ralis históricos e "Landrush". Este último modo permite conduzir buggies e camiões através de estradas apertadas, onde a entrada na curva é tão importante quanto manter os oponentes bloqueados. Existem semelhanças com os Dirt anteriores, mas este jogo pretende ser mais sério. Não existem grafitis, estrelas que nos elogiam durante as corridas, ou menus com luzes fluorescentes. Esperem uma abordagem muito mais sóbria em Dirt 4.

Além das novidades mais 'tradicionais', a grande estreia de Dirt 4 é o novo modo Your Stage, que permite criar pistas de jogo. Podem definir pontos de partida e chegada, e serão de imediato informados quanto ao número de quilómetros, curvas, e outros pormenores que vos podem ajudar a equilibrar a pista. E claro, depois podem partilhá-la online.

O motor gráfico, Ego, também foi melhorado, e a Codemasters garante que Dirt 4 vai correr a 1080p e 60 frames por segundo em PS4 e Xbox One. O PC terá naturalmente um desempenho mais versátil, mas a Codemasters não se quis pronunciar sobre uma eventual versão PS4 Pro. Seja como for, a versão que jogámos era já impressionante, tanto a nível gráfico, como sonoro.

A Codemasters fez um excelente trabalho com Dirt 3 e Dirt Rally, e para Dirt 4 parece querer fazer uma fusão entre ambos. A criação de um sistema dinâmico capaz de ajustar o realismo e a física dos bólides é algo que foi tentado no passado e sem grande sucesso, mas a Codemasters está confiante que será capaz de o fazer. Dirt 4 parece um projeto pensado e ambicioso, com promessas de oferecer uma excelente experiência de rali a todo o tipo de jogadores. Resta esperar que consigam cumprir essa promessa, mas para já, ficámos com boa impressão de Dirt 4.

Dirt 4Dirt 4
Dirt 4Dirt 4
Dirt 4Dirt 4Dirt 4
Dirt 4Dirt 4Dirt 4
Dirt 4Dirt 4Dirt 4
Dirt 4Dirt 4Dirt 4
Publicidade: