Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
FacebookFacebook
análise

Mortal Kombat X

O futuro dos jogos de luta passa por aqui.

Depois de várias sessões anteriores com o jogo, já suspeitávamos que Mortal Kombat X seria algo de muito especial, e a versão final veio comprovar precisamente isso. A mudança da produtora (agora denominada como Netherrealm Studios), da Midway para a Warner Bros., foi uma decisão acertada e desde então temos assistidos a uma evolução da sua parte - Mortal Kombat (9), Injustice: Gods Amongs Us e agora Mortal Kombat X são os jogos que libertou desde a mudança.

A série precisava de uma mexida, e o remake de Mortal Kombat em 2011 foi tudo o que os fãs poderiam esperar e muito mais. A jogabilidade voltou a um plano 2D (sem profundidade de movimentos), o sistema de combate foi simplificado, mas afinado, e o extenso modo história, repleto de sequências de vídeo, marcou a estreia de algo que nunca tinha ainda sido feito num jogo de luta. Mortal Kombat X segue as bases deixadas pelo jogo de 2011, melhorando esse conceito geral.

Publicidade:

O modo história decorre vários anos após os eventos da narrativa de Mortal Kombat, e tudo se baseia (como não podia deixar de ser) em problemas entre a Terra e o Outworld, mas o foco desta vez está numa nova geração de lutadores. Cassie Cage é a filha de Sonya Blade e Johnny Cage, Jacqueline Briggs é a filha de Jax, Takashi Takeda é o filho de Kenshi e assim por diante. A história é bastante longa, para um jogo de luta, e é contada através de sequências fantásticas, sempre no espírito exagerado e cheio de humor negro pelo qual a série é conhecida.

Estas sequências de vídeo são intercaladas com momentos de jogabilidade, onde os combates são obviamente os pontos altos, mas também existem momentos onde devem carregar nos botões certos para progredirem (Quick Time Events). No modo história não vão escolher uma personagem, mas encarnar um lutador determinado pelos eventos (o primeiro capítulo é com Johnny Cage, o segundo é com Kotal Khan e assim por diante). Isto pode dificultar um pouco a prestação no combate, já que terão de jogar com personagens com os quais não estão familiarizados, mas por outro lado podem olhar para o modo história como uma oportunidade para conhecerem melhor várias personagens.

Publicidade:

A campanha de Mortal Kombat X vai ocupar-vos durante várias horas, e embora seja o principal chamariz, é apenas a ponta do icebergue no que diz respeito à quantidade de conteúdo disponível aos jogadores, dividido entre o jogador solitário e quem quer defrontar outros adversários reais. Antes disso, aconselhamos a que experimentem o modo de treino. O jogo vai ensinar-vos os movimentos básicos e avançados do sistema de combate, mas achamos que o tutorial podia ser mais eficaz. Limita-se a informar o jogador de como se fazem os golpes e depois liberta-o às feras. Podem no entanto treinar num modo específico, com várias opções que serão familiares a fãs do género de luta. Neste modo até podem definir vários comportamentos para o adversário e observar pormenores que normalmente só interessam aos profissionais, como o número de frames na animação, o dano que causam, o tempo de recuperação e outras informações semelhantes.

É um bom sistema de treinos, excelente até, mas que é mais virado para os veteranos de Mortal Kombat do que exatamente para os novatos. Supomos que terão de aprender da pior maneira, ou seja, enquanto alguém mais experiente vos aplica sessões de pancadaria. Eventualmente serão vocês a distribuir doses de combinações e fatalidades, mas terão de suar até lá.

O jogador solitário tem mais algumas opções ao seu dispor, como as torres. Este modo segue um formato mais próximo do que era normal nos jogos de luta do passado, enquanto enfrentam vários inimigos seguidos com o lutador que escolheram. Também existem listas online e desafios especiais, como Test Your Luck e Test Your Might. No primeiro vão enfrentar vários inimigos com fatores escolhidos aleatoriamente - ausência de bloqueio, arenas encolhidas, cenários que balançam, e outras opções bizarras que mudam por completo a jogabilidade. Test Your Might é o mítico desafio onde devem quebrar vários itens com um único golpe. Boa sorte com os últimos objetos...

Há mais uma opção para o jogador solitário - a cripta. Este é um modo que tem feito parte dos últimos jogos da saga, e que é adorado pelos fãs, normalmente recheado de vários desbloqueáveis, desde projetos de arte, a novas fatalidades. Em Mortal Kombat X a cripta assume a forma de um dos antigos jogos de aventura, enquanto percorrem cemitérios e cavernas à procura de itens para desbloquear. Até existem tesouros que podem encontrar e criaturas para enfrentar (mas apenas precisam de carregar num botão). Para desbloquearem o conteúdo na cripta precisam de gastar moedas de ouro, que ganham em praticamente todos os modos de jogo. Em alternativa podem usar a aplicação móvel ou pagar com dinheiro real na lojas digitais.

Existe um outro elemento que, embora online, não envolve nenhuma interação com outros jogadores, que é o novo sistema de guerra de fações. Assim que começam a jogar, o jogo vai apresentar-vos várias fações e pedir que escolham uma. Depois de o fazerem, quase todas as ações que fizerem no jogo vão contribuir para o benefício da vossa fação, embora também existam desafios específicos. Se a vossa fação sair vitoriosa em períodos definidos, todos os seus membros serão recompensados, incluindo com fatalidades exclusivas, por exemplo.

E depois há o modo online.

Se são fãs do género de luta, este é possivelmente o modo que mais vos interessa. No modo online de Mortal Kombat X vão encontrar várias opções, como combates amigáveis, combates a contar para a classificação, e até uma opção King of the Hill, onde devem tentar enfrentar vários adversários de forma consecutiva. Também vão subir de nível e desbloquear opções para alterar o vosso perfil, incluindo imagens e faixas. Se quiserem tentar a sorte com algo mais aleatório, também existem combates de Test Your Luck e torres com várias opções. E claro, também podem enfrentar amigos no multijogador local.

Nunca tivemos problemas de latência com os combates online, mas por vezes foi necessário esperar vários segundos para encontrar um oponente, e os menus parecem algo lentos neste modo. Ainda assim, Mortal Kombat X cumpre com quase todos os requisitos para este tipo de modo. O emparelhamento também nos colocou frente a adversários vários níveis acima do nosso, mas supomos que isso é algo que será melhorado com o tempo.

Isto é tudo muito bonito e Mortal Kombat X tem de facto muito conteúdo de qualidade, mas isso seria irrelevante se o núcleo duro não tivesse à altura, e neste caso falamos obviamente do sistema de combate. Felizmente, Mortal Kombat X cumpre esse requisito essencial com grande mérito. A jogabilidade segue o que tem sido o seu ADN desde sempre, optando por um sistema que é mais pesado e impactante do que podem conhecer dos jogos de luta japoneses. Se vêm de Street Fighter, Tekken ou até Dead or Alive, podem necessitar de algum tempo para se habituarem ao ritmo de Mortal Kombat. A Netherrealm dispensa alguma da fluidez de movimentos desse tipo de jogos de combate, em troca de animações que têm grande peso e impacto. Em Mortal Kombat X, sente-se cada murro e pontapé das personagens.

Existem várias combinações, golpes especiais e fatalidades para decorarem, num elenco de 24 personagens (podem comprar mais via DLC). A grande novidade é a introdução dos estilos de combate, três por lutador. Cada personagem tem os seus movimentos e golpes base, mas os estilos permitem especializar o lutador escolhido em várias áreas. Olhemos para Sub-Zero como exemplo: Podem escolher Grandmaster, que permite invocar um clone de gelo e atirá-lo, Cryomancer que tem poderes para criar armas de gelo, e Unbreakable, que confere uma aura protetiva e uma barreira de gelo. Ou seja, existe um estilo de ataque, um estilo de defesa, e um estilo intermédio. Uma excelente adição a Mortal Kombat na nossa opinião.

Outra novidade de Mortal Kombat X são as brutalidades, que podem ser ativadas se cumprirem alguns requisitos durante os combates (usar um determinado golpe várias vezes e acabar com esse golpe, por exemplo). Não são tão interessantes como as fatalidades, mas são uma forma extra de humilhar o adversário. De regresso estão os ataques Raio-X, golpes devastadores que podem utilizar quando tiverem três barras de energia (que também servem para ativar versões mais poderosas dos golpes e contra-ataques). Estes ataques Raio-X são deliciosos numa perspetiva visual, de extrema violência, mas nos combates online podem parecer um pouco injustos, dada a quantidade absurda de dano que causam. Além disso são sequências de vários segundos, e torna-se frustrante ter de assistir a estes golpes sem hipótese de reação. Claro que tudo muda se forem vocês a aplicar o golpe...

É também necessário elogiar a qualidade gráfica do jogo (jogámos a versão PS4). Os modelos na sua maioria muito detalhados, mas as grandes estrelas são os cenários, verdadeiramente fenomenais. E não se limitam a parecer bonitos, são também interativos - podem saltar em cima de carros, esmagar a cabeça do adversário numa estátua ou até atirar uma pobre velhota que está a assistir aos combates.

Mortal Kombat X é um soberbo jogo de luta. O sistema de combate é excelente, cumprindo com o que tem sido o legado da série, o elenco é vasto e variado, e está recheado de conteúdo que nunca mais acaba. Quer para o jogador solitário, ou para quem gosta de desafiar outros jogadores, vão encontrar muito que fazer em Mortal Kombat X. É um novo passo em frente no género de luta, que olha para o futuro sem esquecer as raízes.

Mortal Kombat XMortal Kombat XMortal Kombat X
Mortal Kombat XMortal Kombat XMortal Kombat X
Mortal Kombat XMortal Kombat XMortal Kombat X
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Fantástico modo história. Introdução dos estilos de combate é excelente. Está a rebentar com conteúdo. Modo online parece interessante e funciona bem. Grafismo excelente.
-
Algumas operações online parecem um pouco lentas. Os ataques Raios-X parecem um pouco injustos. Pedia-se um modo treino mais eficaz.
Publicidade: