Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
FacebookFacebook
análise

Rayman Fiesta Run

Rayman regressa com mais uma aventura sempre-a-abrir.

Publicidade:

Numa análise mais pessoal que o normal, devo confessar que nos anos recentes fiquei desapontado com os ouriços azuis e os canalizadores do costume, que parecem obcecados em salvarem princesas raptadas por lagartos gordos. Em vez disso preferi aceitar a minha própria mortalidade graças a pequenas personagens feitas de "carne" pixelizada. Praticamente abandonei o género de plataformas e as suas personagens mais reconhecíveis.

Publicidade:

Bom, não por completo. Rayman conseguiu ganhar um lugar especial no meu coração graças à genialidade de Rayman Origins e Rayman legends. É engraçado como as coisas mudam. Uma personagem e uma série que outrora considerei aborrecida, e agora aos meus olhos é a referência do género. A abordagem moderna à série, com arte de morrer e um design de plataformas exímio, surpreendeu-me mais que qualquer Mario ou Sonic recente. Boa parte do mérito do novo Rayman está na tecnologia UbiArt que a Ubisoft criou, composta por ferramentas fantásticas que permitem uma transição fácil entre os trabalho de arte e o que acabamos por ver no ecrã.

Rayman Fiesta RunRayman Fiesta RunRayman Fiesta Run

Quando a Ubisoft libertou Rayman: Jungle Run o ano passado, fiquei naturalmente entusiasmado. A produtora consegui adaptar a experiência gratificante da série para o formato tátil, não apenas tornando os controlos mais simples, mas também graças à tecnologia UbiArt, que encaixou como uma luva nas plataformas móveis.

O resultado acabou por ser um jogo de plataformas bastante bom, adaptado ao género Runner, com Rayman sempre a correr em frente. O design foi impecável e conseguiu proporcionar uma experiência cheia de adrenalina. Não era muito desafiante, a não ser que quisessem colecionar todos os itens escondidos em cada nível - mas a Ubisoft ainda aumentou a dificuldade com uma série de atualizações gratuitas.

Mas qual é o motivo para esta introdução tão longa? Bom, penso que muitos vão olhar para o novo Rayman Fiesta Run e chegar à conclusão de que oferece mais do mesmo. O que está certo, até certo ponto, mas inclui novos elementos que vão agradar, tanto a quem achou Rayman: Jungle Run fácil, como aos que o acharam difícil.

Rayman Fiesta RunRayman Fiesta Run
Rayman Fiesta RunRayman Fiesta Run

As mecãnicas de jogo, por exemplo. Rayman ainda corre automaticamente, normalmente para a direita. Tocam num lado do ecrã para saltar e no outro para golpear. Em alguns locais Rayman também consegue planar, mas em resumo é basicamente isto. A base é a igual á de Rayman: Jungle run.

Então o que mudou? Primeiro que tudo, a dificuldade foi ligeiramente aumentada. Dificilmente vão conseguir acabar um nível à primeira... ou até à segunda tentativa. Mas quando o fizerem vão desbloquear uma versão ainda mais desafiante do nível. Estes versões extra dos níveis incluem mais obstáculos, saltos complicados e inimigos mortais.

Se pelo contrário acham que isto só vem piorar o jogo, então não se preocupem porque a Ubisoft também pensou em vocês. Podem utilizar os pontos que vão recolher para tornar o jogo mais fácil. Podem comprar um coração extra, que permite ir ao encontro de um inimigo sem morrer, ou comprar um melhoramento que permite golpear constantemente enquanto correm. Mas ainda mais importante, podem comprar um guia visual que indica onde devem saltar e golpear.

Rayman Fiesta RunRayman Fiesta Run

Ao começarmos o jogo recebemos 2000 moedas só por termos Rayman: Jungle Run também instalado e vão receber entre 50 e 100 moedas cada vez que completam um nível. Os pontos são conquistados a jogar e também podem ser utilizados para comprar versões alternativas de personagens como Rayman, Globox e outros. Um coração custa 10 pontos e o guia custa 80 pontos, por isso não é caro. O mais caro são as personagens raras, que podem chegar aos 1000 pontos. O facto do jogo incluir micro-transações prende-se mais com a vontade que podem ter de facilitar, ou não, a vossa vida com o jogo, mas parece-nos justo.

Além das novidades, a Ubisoft criou alguns níveis que nos lembraram de Mutant Mudds, para a Nintendo 3DS, com várias camadas e onde vão correr, tanto na camada principal, como no fundo, até chegarem ao objetivo. Também existe maior variedade dos cenários e em alguns níveis até vão ser perseguidos.

Rayman Fiesta RunRayman Fiesta RunRayman Fiesta Run

E nunca é demais lembrar que isto tudo vem embrulhado em visuais fantásticos, com uma banda sonora que inclui várias músicas do anterior. Mais importante ainda, o jogo está ainda mais próximo de Rayman Origins. Se isto tem a ver com a dificuldade aumentada ou a maior criatividade do jogo, não sabemos, mas parece... mais autêntico. É quase impossível não sorrir enquanto jogam.

Mas não pensem que este jogo é tão recompensador ou profundo como Origins ou Legends. É uma experiência muito diferente, que foi afinada e adaptada para a realidade das plataformas móveis.

Rayman Fiesta Run é um jogo de plataformas fantástico, que é bastante fácil de começar a jogar e com controlos perfeitos para a jogabilidade tátil. Consegue oferecer uma boa sensação de desafio e tudo isto ao preço de um hambúrguer.

Rayman Fiesta Run
Rayman Fiesta RunRayman Fiesta RunRayman Fiesta Run
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Gráficos coloridos. Brilhante design dos níveis. Dificuldade variada. Ocupa pouco espaço.
-
Um pouco simples. Devia ter músicas mais variadas.
Publicidade: