Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
FacebookFacebook
análise

Grim Fandango Remastered

Abram alas, Manny Calavera está de volta!

Publicidade:

É preciso esclarecer já este ponto antes de prosseguirmos: Grim Fandango é, sem dúvida alguma, uma das melhores aventuras de sempre. De certa forma, foi o pináculo de uma era dourada para as aventuras gráficas, ou melhor, a primeira era dourada, porque de momento o género atravessa um novo estado de graça. Os jogos da Telltale Games e da Deadalic Entertainment reanimaram o género, que também conta com outros excelentes exemplares, como Machinarium, Life is Strange, e os próprios Broken Age e The Cave da Double Fine.

Publicidade:

A mesma Double Fine que tratou desta remasterização de Grim Fandango. Quem escreveu e produziu o original foi Tim Schafer, da Double Fine, mas o jogo estava licenciado pela Lucasarts, até ter passado para a Disney - como StarWars, por exemplo. De alguma forma, Sony, Disney e Double Fine chegaram a um acordo para produzirem uma remasterização de Grim Fandango para a PC, PS4 e PS Vita. Isto foram excelentes notícias para os fãs da aventura, que até aqui só estava disponível para Windows 95 e 98.

Grim Fandango Remastered

O protagonista desta aventura é Manny Calavera, que procura pagar a sua dívida (isto depois de ter vivido uma vida algo miserável). Manny tenta dessa forma ganhar o seu bilhete para o submundo, enquanto trabalha no Departamento da Morte, que convenientemente funciona como uma espécie de agência de viagens para os recém falecidos. Infelizmente para Manny, os seus clientes nunca são de elite - a clientela necessária para receber uma comissão e abater a sua dívida. Em vez de vender bilhetes de primeira classe, Manny tem de se contentar com a venda de bengalas.

É desta forma que a história de Grim Fandango começa, que reserva uma jornada de loucos para Manny (e por arrasto, ao jogador), que irá interagir com um elenco eclético. Se nunca jogaram Grim Fandango, vão desfrutar de muitas horas divertidas, enquanto tentam resolver os puzzles-não-muito-óbvios do jogo. Não são soluções completamente desprovidas de lógica, mas terão de perder alguns minutos a coçar a cabeça com alguns destes puzzles.

Grim Fandango RemasteredGrim Fandango Remastered

O argumento, o design dos puzzles e as personagens ganham uma vida (ou vida depois da morte) muito especial, agraciada com uma temática mexicana e uma banda sonora que continua a ser genial, mesmo para os padrões atuais. O jogo também tem a sorte de estar inserido num género que acaba por não envelhecer tão mal como outros, além de beneficiar de algumas modernizações, como os controlos. O original utiliza o clássico esquema de 'tanque', que será um pesadelo para quem nunca experimentou este tipo de controlo. Mesmo os jogadores mais antigos vão precisar de alguns momentos para se reabituarem aos controlos (a não ser que já o tenham feito recentemente com Resident Evil). Felizmente, esta remasterização inclui controlos mais adequados para o panorama atual.

O jogo é fantástico, isso é inegável, e merece todos os elogios, mas esta remasterização não pode ou deve ser classificada apenas pela qualidade do conteúdo - também tem de responder enquanto trabalho de afinação e modernização. O que aqui vão encontrar é um exemplo básico nesse sentido, que se limitou ao obrigatório. As texturas e a resolução foram melhoradas, é possível jogar em 16:9 (o original 4:3 também está disponível), e existem os supracitados controlos modernos. Ou seja, não é um trabalho de remasterização brilhante.

Não vamos ao ponto de pedir um remake completo, mas teria sido bom ver uma revisão gráfica mais eficaz. O argumento e o design de Grim Fandango sobreviveram bem ao teste do tempo, mas graficamente, enquanto uma das primeiras aventuras totalmente 3D, Grim Fandango mostra uma qualidade gráfica algo difícil de encaixar atualmente, sobretudo numa grande televisão.

Grim Fandango Remastered

Um toque engraçado da nova versão (impensável há 17 anos) é a introdução dos Troféus. A maioria estão escondidos, mas são ativados através de escolhas de diálogo engraçadas ou situações hilariantes, que encorajam a explorar algumas das opções menos óbvias que o jogo tem para apresentar.

O simples facto de uma das melhores aventuras de todos os tempos estar agora disponível para PC, PS4 e PS Vita - 17 anos depois -, merece ser celebrado. A remasterização, não sendo negativa, podia também estar melhor, mas o preço é razoável (€ 14.99) e Grim Fandango é uma aventura simplesmente essencial para qualquer fã do género, independentemente de terem jogado o original ou não.

Grim Fandango RemasteredGrim Fandango RemasteredGrim Fandango Remastered
Grim Fandango RemasteredGrim Fandango RemasteredGrim Fandango Remastered
Grim Fandango RemasteredGrim Fandango RemasteredGrim Fandango Remastered
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Continua a ser uma das melhores aventuras de sempre. Fantástico elenco, história e ambiente. Trofeus são originais. Puzzles hilariantes.
-
A remasterização não é tão boa como poderia ter sido.
Publicidade: