Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
FacebookFacebook
análise

FIFA 14

"Em equipa vencedora não se mexe", diz uma das máximas mais antigas do futebol. Máxima que a EA respeitou, já que pouco mudou no novo FIFA.

Publicidade:

Começando pela aparência, tudo permanece muito idêntico a FIFA 13. As cutscenes, que servem de abertura às partidas e que surgem em momentos específicos durante os jogos continuam as mesmas. Nestes instantes em que a câmara se aproxima, percebemos que as faces dos jogadores permanecem plásticas e que as suas expressões simplesmente não transmitem emoção real.

Publicidade:

Felizmente no jogo "jogado" propriamente dito os atletas virtuais já exibem animações de um realismo fenomenal. Não se percebe o porquê desta discrepância de qualidade entre os dois momentos - o jogado e as cutscenes. Também é de lamentar que não existam mais sequências para intervalar as partidas. A que surge durante as substituições dos jogadores, por exemplo, é sempre a mesma.

FIFA 14FIFA 14

Logo no primeiro jogo foi fácil perceber que o ritmo mudou. As partidas desenrolam-se com maior fluidez, graças a movimentações superiores e combinações de passes mais frequentes. O novo FIFA 14 inclui várias mudanças na inteligência artificial, sobretudo a que controla os nossos colegas de equipa, agindo de forma mais independente e inteligente. Desmarcam-se muito melhor e conseguem procurar brechas na defesa adversária com maior eficácia. No lado defensivo também são evidentes alterações, com defesas mais eficazes e uma pressão muito maior a meio-campo.

As partidas em si decorrem a um ritmo mais elevado, o que é algo surpreendente, porque os jogadores em si estão mais lentos que no passado. Ou melhor, os seus movimentos estão mais realistas. As acelerações dos jogadores e sobretudo a forma como reagem às mudanças de direção foram claramente trabalhadas. Estas alterações vão obrigar a um processo de ajustamento, sobretudo a defender.

Um dos problemas mais comuns da série está relacionada com a arbitragem e isso mantém-se com o novo jogo. Podem fazer faltas com facilidade, mesmo que não carreguem em qualquer botão. Isto é particularmente perigoso na grande área, já que podem provocar grandes penalidades apenas correndo para o adversário. É fácil perceber que isso acontece devido ao motor de física que controla as colisões entre jogadores.

FIFA 14

O motor foi introduzido com FIFA 12 e continua a ser ajustado e melhorado a cada nova versão, mas ainda não está perfeito. Por exemplo, os guarda-redes são praticamente imunes aos derrubes, o que pode resultar em algumas situações extremamente irrealistas. Claro que percebemos porque assim é, já que a posição de guarda-redes é muito sensível e poderia resultar em golos fáceis, mas não deixa de ser estranho quando algo deste género acontece.

O sistema de remates também recebeu alguns ajustes em FIFA 14. Dado que a movimentação dos jogadores é mais realista, tal como a forma como metem o pé à bola, é preciso ajustar com maior cuidado o ângulo do jogador em relação à baliza antes de chutarem. Isto também cria momentos de grande realismo, quando tentam chegar à bola em situações apertadas ou de ângulos difíceis, resultando em movimentos atrapalhados ou quedas aparatosas. A pontaria dos remates nessas condições sofre, obviamente, mas nunca se sabe e alguns dos melhores golos saem de situações dessas.

Mais uma vez, uma das grandes forças de FIFA 14 reside na escala. Existem inúmeros modos de jogo (as versões de Xbox 360 e Xbox One até incluem em exclusivo o novo formato Legends para Ultimate Team Mode), as licenças das equipas e dos estádios são fantásticas e a banda sonora é de grande qualidade.

FIFA 14

Dedicamos a maior parte do nosso tempo ao modo Carreira (mais uma vez o jogo inclui localização para português). Em vez de treinarmos uma grande equipa, como Barcelona e Real Madrid ou até os grandes de Portugal, decididos "merecer" esse tipo de privilégios antes de darmos o salto. Começamos a carreira com o modesto IFK Gothenburg, da Suécia.

Entre os jogadores, a maior parte desconhecidos, destacaram-se Robin Söder e Tobias Hysén, dois atacantes mortíferos que nos ajudaram a assumir a liderança da liga sueca. A sua evolução ao longo da primeira temporada foi impressionante e ambos manifestaram vontade de partirem para ligas mais competitivas. Eventualmente chegou uma proposta irrecusável para Tobias Hysén e deixamo-lo sair. Que erro.

Com Tobias fora da equipa perdemos jogos uns atrás dos outros. Até as partidas simuladas com a IA correram mal, resultando numa classificação a meio da tabela. Algo precisava de ser feito, por isso decidimos enviar os nossos olheiros à procura de alguém capaz de ocupar a sua posição (uma das novas funções do modo Carreira), mas foi tarde demais para inverter a péssima época. Fomos despedidos e indesejados. E isso agradou-nos.

FIFA 14

O mundo do futebol pode ser duro e isso é representado em FIFA 14. As mudanças foram importantes e este é o melhor modo Carreira de sempre na série. Muito ainda é superficial e continuamos a ser inundados com e-mails desnecessários, mas a profundidade, variedade e imprevisibilidade do modo são fantásticos.

Além do modo Carreira, também é necessário destacar o sistema de treinos. Foram introduzidos vários desafios novos e os antigos foram renovados, o que permite não só aperfeiçoar as habilidades, mas também tentar bater os resultados dos amigos.

Mas mesmo com as mudanças na movimentação, nos remates e até nos modos de jogo, sentimos que a EA Sports podia ter feito mais nesta versão de FIFA. Muitas funções do jogo, como as táticas, as cutscenes e o grafismo estão iguais aos últimos anos. Parte da culpa deve-se muito provavelmente à divisão da equipa que começou a trabalhar na nova geração. FIFA 14 é obviamente um excelente jogo de futebol, mas sobretudo porque FIFA 13 já o era. Vamos ver o que nos reservam as versões de PlayStation 4 e Xbox One.

FIFA 14
FIFA 14
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Ritmo de jogo mais realista. Modos de jogo melhorados. Banda-sonora fantástica.
-
Exigiam-se mais alterações. Ainda existem algumas falhas.
Publicidade: