Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
análises
Toukiden 2

Toukiden 2

Mais uma tentativa sem sucesso de replicar a fórmula de Monster Hunter.

A série Monster Hunter é um daqueles casos curiosos de uma conceito que tem grande sucesso no Japão, mas que perde força noutros territórios. Existe um interesse em todo o mundo pela saga, claro, mas está longe de atingir o entusiasmo que a marca gere no país do Sol Nascente. Talvez em parte isso se deva a uma estrutura de jogo que requer muitas horas de repetição e procura de itens. Não é por isso surpresa que outros jogos tenham tentado replicar essa fórmula, como God Eater, Lords of Arcana, e Toukiden, mas nenhum consegui fazer jus ao jogo da Capcom.

Agora, com Toukiden 2, a Omega Force tentou novamente criar a sua própria versão de Monster Hunter, um objetivo que infelizmente a produtora de Dynasty Warriors voltou a falhar.

Toukiden 2 tem um início francamente fraco, com pouca ou nenhuma introdução, atirando o jogador para o meio de uma batalha contra inimigos chamados Oni. Quando a batalha termina o jogador é sugado para um portal, que o transporta para 10 anos no futuro. Nessa década a civilização caiu, e a humanidade que resta tenta sobreviver em áreas seguras isoladas. Sem muito melhor para fazer, a personagem central decide ajudar, o que lhe vai garantir aliados. Fora das áreas seguras está a Otherworld, territórios rodeados de um nevoeiro tóxico que os comuns mortais não conseguem suportar por muito tempo. Por outras palavras, têm de se preparar antes de saírem das áreas seguras. Para o fazerem terão de usar os espíritos de personalidades fortes, conhecidos como Mitama, o que pode parecer um pouco estranho de início, mas torna-se num dos destaques do jogo.

O mundo de Toukiden é expansivo, com uma estrutura que permite descobrir os diferentes ambientes de forma gradual. Vão aprender os segredos de cada área e começar a descobrir formas de começar a empurrar os Oni para fora do mapa. Não existe grande variedade de atividades, mas podem recolher itens e matar monstros para ganharem recursos. Nesta função específica os companheiros comandados pela inteligência artificial são particularmente úteis e independentes, o que não pode ser dito quando estão a enfrentar monstros mais poderosos.

Publicidade:

O design dos monstros lembra-nos a mitologia grega, com inimigos que se parecem com criaturas míticas como a quimera. Infelizmente isso não impede que o design geral seja muito desinspirado. As animações em particular são bastante pobres, e também incluímos os muitos bosses neste lote. Isto poderia ser desculpável se pelo menos o sistema de combate fosse bom, mas também aqui Toukiden 2 é uma desilusão.

Infelizmente não é um bom jogo de "caça aos montros", que falha em seguir o exemplo de Monster Hunter. Como no jogo da Capcom podem escolher entre várias armas com efeitos diferentes, mas a jogabilidade é tão repetitiva e monótona que torna tudo o resto irrelevante. Todas as batalhas correm da mesma forma - os companheiros de IA martelam o oponente até cair estatelado no chão, altura em que o jogador pode aplicar grandes quantidades de dano. Se não o conseguirem matar à primeira repetem o processo até o conseguirem.

Tal como em Monster Hunter, podem ganhar vantagens se cortarem partes dos inimigos maiores. Depois devem limpar essas partes e podem acrescentá-las ao vosso inventário. Este processo tem de ser feito com alguma rapidez, por isso é preferível que tenham vários companheiros (IA ou jogadores) por perto. Passando algum tempo os monstros podem regenerar essas componentes, por isso a rapidez é essencial ao defrontarem estes inimigos.

Uma função essencial de Toukiden 2 é a Demon Hand, útil em combate e peça vital da narrativa. Em combate podem usar este acessório para se aproximarem dos inimigos ou para atacarem partes diferentes do seu corpo, ou seja, em teoria é uma ferramenta essencial para os jogadores. Na prática isso não acontece, porque as mecânicas são tão más que é difícil usar a Demon Hand eficazmente. Por exemplo, para guiarem a sua mira têm de usar os dois analógicos, o que significa que não conseguem andar e consequentemente seguir os inimigos.

Toukiden 2Toukiden 2

Cada classe tem acesso a três ataques. Alguns podem ser carregados para causarem maior dano, e outros podem ser combinados, mas em termos práticos não faz grande diferença. Metralhar botões acaba por ser a forma mais simples de derrotar os inimigos, o que também anula a profundidade que as habilidades ativas e passivas podiam acrescentar. A câmara é também um problema, e torna-se demasiado fácil falhar ataques porque é difícil calcular a distância. Ora, se o combate não funciona como seria desejável, e não existe muito mais para fazer, isso diz muito da qualidade de Toukiden 2.

Um elemento que gostámos neste jogo da Omega Force é o facto de ser mais fácil obter itens. Na saga de Monster Hunter é necessário perder horas a recolher itens, mas em Toukiden 2 existe um objeto que permite mudar item por outro. É uma versão simplificada do sistema de Monster Hunter, que acaba por retirar algumas horas do aborrecido processo de apanhar itens e recursos.

Uma peça importante de Toukiden 2 é o processo de personalização. Para terem uma ideia, podem escolher entre mais de 70 tipos de cabelos e 50 modelos de nariz. Apesar das muitas opções, o jogo não as apresenta na melhor luz, já que graficamente também deixa algo a desejar. É um pouco estranho que a Omega Force tenha dedicado tanta variedade às opções de personalização, para depois criar áreas e inimigos com pouca variedade.

Uma estória sem grande interesse, missões genéricas, um visual mediano, e uma jogabilidade aborrecida, acabam por criar uma versão bastante menos relevante que Monster Hunter. Achamos que existe potencial para melhorar imenso a fórmula que a Capcom criou, mas a Omega Force não o consegui fazer, pelo contrário.

Toukiden 2Toukiden 2
Toukiden 2Toukiden 2Toukiden 2
05 Gamereactor Portugal
5 / 10
+
Sequência de animação japonesa. Muitas opções de personalização. Versão simplificada da fórmula Monster Hunter. Muitas horas de jogo.
-
A introdução de temas em Toukiden 2 é obsoleta. Datado em todos os departamentos. Design pobre dos monstros e das missões.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor
Publicidade: