Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
análise

Fast RMX

Velocidade máxima neste exclusivo de Nintendo Switch.

  • Texto: Mike Holmes
Publicidade:

O leque de videojogos disponíveis na Nintendo Switch ainda é muito curto, mas existem algumas opções interessantes - além do obrigatório The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Um desses jogos é Fast RMX, que é uma versão melhorada e modificada de Fast Racing Neo, jogo de Wii U. Quando jogámos a versão anterior gostámos do seu potencial, e Fast RMX constrói em cima dessa base, embora fique a sensação de que a produtora podia ter feito mais com jogo.

Mas antes de passarmos às críticas, permitam-nos falar das coisas boas que Fast RMX tem. O mais importante para um jogo de corridas futurista é a sensação de velocidade, e Fast RMX cumpre esse requisito. O jogo vem do mesmo molde de Wipeout, mas tem alguns pormenores próprios, como as placas laranja e azul que povoam as pistas. Cada nave tem dois modos - azul e laranja -, e se atingirem as placas com a mesma cor, vão ganhar um aumento de velocidade. Falhem, e vão perder aceleração. Cada nave tem também a hipótese de ativar um turbo próprio, e nas pistas existem esferas que ajudam a recarregar a energia necessária para esses turbos.

Conduzir nas pistas de Fast RMX de forma casual é por si só uma experiência divertida, mas quando começam a conjugar realmente as cores e as placas, a apanhar as esferas, e a usar o turbo nos momentos certos, Fast RMX chega a ser estonteante. É quando atingem a velocidade máxima que o jogo se torna realmente desafiante, enquanto tentam manter a aceleração e ao mesmo tempo fugir a osbtáculos e oponentes em curvas apertadas.

Existem várias naves para desbloquearem com condução semelhante, mas têm forças diferentes ao nível de aceleração, velocidade máxima, e potência do turbo. As outras diferenças são maioritariamente cosméticas, mas o design e a velocidade permitem a cada nave parecer individual e única. Em termos de estilo, jogabilidade, e conceito, a influência de Wipeout é por demais evidente, e quase parece uma sequela espiritual.

Além da velocidade que o jogo atinge, o nosso elemento favorito de Fast RMX são as pistas. Existe uma boa fornada de opções à escolha do jogador, com bom design e variedade. Cada pista tem várias curvas e contra-curvas, subidas e descidas, e ainda alguns elementos perigosos que surgem de forma inesperada. À medida que vão desbloqueando novas pistas, a sua dificuldade também vai aumentado, com mais obstáculos e perigos que obrigam a uma reação mais rápida e precisa do jogador.

As pistas são desbloqueadas através do modo campeonato, três de cada vez. Existem três níveis de dificuldade, e embora todas as pistas estejam disponíveis para os vários modos de jogo, terão de as desbloquear por nível de dificuldade. Jogar na dificuldade mais baixa é bastante simples, mas para superarem as versões mais complicadas das pistas terão de praticar e decorar as pistas. Dito isto, achamos que o jogo podia e teria beneficiado de maior profundidade.

Também existe um modo Hero, para quem quer realmente um desafio, já que impõe algumas regras diferentes. Se falharem um salto ou chocarem, a corrida termina, e tanto o escudo como o turbo bebem da mesma energia. Isto significa que terão de ter uma condução bem mais conservadora e precisa se quiserem progredir.

Embora seja divertido a solo, também podem desfrutar de Fast RMX através de um modo multijogador. Experimentámos jogar com estranhos, através de emparelhamento automático, e não tivemos qualquer problema de latência ou ligação. Também podem ligar várias consolas Switch para corridas locais, mas não tivemos a oportunidade de experimentar esse modo. Por último, existe a opção de jogar em ecrã dividido, e além de uma ligeira redução na qualidade gráfica, tudo correu de forma suave e facilitada.

Fast RMX é um jogo de corridas futuristas bastante sólido. A jogabilidade é divertida e fluída, e oferece uma alternativa exclusiva para a Nintendo Switch muito interessante. A banda sonora é algo fraco, e falta profundidade aos modos de jogo, e não é diferente o suficiente para sair da sombra de Wipeout. Ainda assim, se apreciam o género e gostam de participar em corridas multijogador, têm aqui uma proposta bastante válida, seja através da televisão ou em modo portátil.

Fast RMXFast RMX
Fast RMX
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Boa sensação de velocidade. Jogabilidade fluída. Grafismo razoável. Várias pistas interessantes.
-
Banda sonora não impressionou. Falta profundidade nos modos de jogo.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor
Publicidade: