Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
análise

Alone With You

Uma aventura de ficção científica, que é tanto sobre o futuro, como é sobre nós próprios.

Publicidade:

Nos últimos anos começaram a surgir jogos que mal cabem nessa descrição, sem desafios reais e poucas interações. Alone With You encaixa nessa categoria, e é um jogo de ficção científica que tenta abordar as questões mais pertinentes da humanidade. Tem um estilo peculiar, que conta uma narrativa sobre perda, escolha, e consciência. Alone With You é um jogo, mas não é "tão jogo" quanto outros.

Em Alone With You vão controlar o último sobrevivente de uma estação espacial posicionada num corpo celeste muito afastado. O planeta está coberto de grandes tempestades, e o núcleo não estará muito longe de uma explosão. Conclusão: têm de escapar o quanto antes se querem sobreviver. Felizmente, o jogador não está completamente sozinho, já que a inteligência artificial da colónia vai ajudá-lo ao longo do caminho. Através dessa mesma IA, o jogador poderá interagir com versões holográficas de membros da colónia que já morreram.

A descrição oficial de Alone With You pinta o jogo como um romance/aventura de ficção científica, o que está correto. O jogador tem algum grau de controlo sobre a forma como interage com a inteligência artificial e os hologramas da colónia, mas não muito mais. O jogo também nunca mostra a face do protagonista (apenas o seu capacete), o que de certa forma confere algum mistério, mas também anonimato, à personagem.

Numa perspetiva meramente estrutural, Alone With You é a combinação de uma novela gráfica e um jogo de aventura, mas o jogo repete-se de forma exagerada. O protagonista acorda de manhã, fala com a inteligência artificial, regressa para a cama, acorda a meio da noite para falar com um holograma, e depois volta a adormecer. Tudo se repete na manhã seguinte. Isto implica que os elementos da jogabilidade são muito limitados. As animações, as tarefas, e os locais, rapidamente se tornam excessivamente familiares e até aborrecidos.

Os puzzles são também demasiado simples. Para avançarem pelo jogo têm de ganhar acesso a portas fechadas, e para isso precisam de itens ou de descobrir palavras-passe. Tudo isso é desbloqueado com o pressionar de alguns botão. À semelhança de tudo o resto no jogo, também os puzzles se tornam excessivamente repetitivos, e eventualmente vão saber de imediato onde podem encontrar as palavras-passe e onde usar cartões de memória. Não existem grande desafio em Alone With You, seja ao nível do pensamento, ou de mecânicas de jogo.

Alone with You é excessivamente longo para um jogo com uma estrutura e mecânicas tão repetitivas. Será muito difícil evitar alguns momentos de aborrecimento, em que provavelmente vão pensar em como gostariam de estar a jogar outro jogo. Pelo menos os hologramas são interessantes, e vão conhecê-los bem através da aventura de quatro horas. Gostámos contudo da atmosfera do jogo, criada com um estilo visual retro e uma banda sonora perfeita para este género de ficção científica. Em termos de estilo e conceito, Alone with You funciona, mas a jogabilidade tem problemas. Se isso não vos incomodar, podem encontrar algo interessante em Alone with You, mas não é um jogo para todos.

Alone With YouAlone With YouAlone With You
Alone With YouAlone With YouAlone With YouAlone With You
06 Gamereactor Portugal
6 / 10
+
Estória de ficção científica com boa atmosfera. Banda sonora distinta. Estilo gráfico peculiar.
-
Puzzles simples. Repetição excessiva.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor
Publicidade: