Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
FacebookFacebook
análise

Goat Simulator

Parvo, inconsequente e defeituoso... mas deliciosamente irresistível.

Publicidade:

Se a parvoíce encarnasse numa figura, seria nesta cabra de Goat Simulator, que caminha pela cidade com a língua de fora causando o caos e a destruição. E é esta cabra maluca que assume o protagonismo deste Goat Simulator, um jogo da produtora sueca Coffee Stain Studios. Tudo terá começado como uma brincadeira, mas depressa assumiu estatuto de fenómeno. Reza a lenda que os criadores estavam a pensar na coisa mais parva e sem sentido do mundo... e lembraram-se de "Uma cabra que faz parkour, como é óbvio!"

Publicidade:

O jogo é horrível. Está cheio de bugs, os gráficos parecem amadores, a inteligência artificial é praticamente inexistente... mas é super-divertido, sobretudo porque é ridículo. O jogo convive e celebra todas essas suas falhas, transformando-as em forças, para divertir até o mais aborrecido dos jogadores.

Goat Simulator

Quem é o diz é a própria Coffee Stain Studios, que afirma que "Goat Simulator é um jogo estúpido, pequeno e partido," e parece perfeitamente confortável com isso. Numa era onde os jogos independentes estão cada vez sofisticados, inteligentes e criativos, a produtora sueca optou pelo lado oposto, concentrando-se sobretudo em diversão desmiolada. Quando começarem a jogar terão algumas informações sobre os controlos e pouco mais. O objetivo passa por andar pela cidade a destruir tudo o que encontram enquanto acumulam a pontuação.

O conceito é simples, eficaz e viciante: na procura frenética por resultados melhores, que podem ser partilhados com outros jogadores, vão começar a partir tudo o que aparece pela frente. Se calhar vão começar por algo pequeno, como uma cerca, mas eventualmente vão avançar para grupos de protestantes e até para bombas de gasolina. Liberdade é a palavra de ordem neste (pequeno) mundo aberto.

Para melhorarem a pontuação devem criar caos e confusão, acumulando multiplicadores de pontos. Eventualmente vão começar a desbloquear objetivos, que se vão tornando gradualmente mais difíceis de atingir. Se isto não for suficiente podem desafiar os vossos amigos em competições por tempo que estão espalhados pela cidade. Não são fáceis, mas é ainda mais difícil desistir. Além disto existem várias referências e segredos que podem encontrar, incentivando à exploração, mas nunca esquecendo a loucura.

Goat Simulator

Parte do encanto do jogo surge através dos seus inúmeros bugs e gráficos horríveis. Goat Simulator é básico, pequeno e está completamente partido. Mas não é nada que não se encontre em excesso no Steam, com a diferença de que Goat Simulator é, pelo menos, divertido e não esconde o que é atrás de máquinas de marketing bem oleadas. É um jogo que não se leva a sério e vocês também não o devem, mas que calha bem em qualquer coleção do Steam, pela diversão, originalidade, atitude e despreocupação que transmite.

Goat Simulator
Goat Simulator
Goat Simulator
Goat Simulator
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Humor sem rodeios. Música igualmente ridícula. Diversão pura.
-
Tem pouco conteúdo. Muitos bugs. Gráficos horríveis... mas nada disto importa.
Publicidade: