Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
análise

Overwatch

A Blizzard volta a impressionar, agora num género que nunca tinha tentado.

Overwatch é o melhor shooter online que já jogámos. Sim, nós sabemos que é uma afirmação poderosa, mas pensámos bem e arduamente antes de a escrevermos. Já nos divertimos imenso com outros jogos do género, e existem muitas alternativas de qualidade, mas nenhuma como Overwatch. Em parte isso deve-se ao tremendo esforço da Blizzard para polir Overwatch até um estado de quase perfeição, um luxo que a maioria dos estúdios não se atreve a tentar por restrições de tempo (e talento).

Antes de passarmos mais a fundo para o "porquê" de Overwatch ser tão bom, é necessário explicar o que é exatamente este jogo. Como já referimos, é um shooter online, um jogo de ação na primeira pessoa sem qualquer conteúdo a solo e apenas dedicado a confrontos online por equipas. Existem sempre duas equipas de seis jogadores (nunca menos, nunca mais), que estão a lutar por algum tipo de objetivo. Pode ser um veículo que tem de ser escoltado até um certo ponto do mapa, ou uma área que tem de ser conquistada. O que importa é que as duas equipas vão lutar por objetivos. Quanto ao jogador, pode escolher de um leque de 21 personagens, cada uma com papéis, habilidades, forças e fraquezas muito bem definidas.

Reinhardt, por exemplo, é um enorme alemão em armadura, que pode proteger os seus colegas atrás de um escudo de energia. Tracer é uma jovem rapariga bastante veloz, que consegue teletransportar-se distâncias curtas e recuar no tempo. McCree é um cowboy futurista, capaz de causar dano à distância bala-a-bala ou despejar seis balas seguidas na cara do inimigo. Existe grande variedade para escolher.

O jogador pode alternar livremente de personagem a qualquer momento do jogo, seja porque está insatisfeito com o seu papel, porque a equipa necessita de uma função específica, ou simplesmente para variar. Também não existem restrições de repetição de personagens, e uma equipa pode ser formada por seis versões do mesmo herói se assim o desejarem (mas isso não é aconselhável por motivos de equilíbrio). É ainda necessário esclarecer que Overwatch não tem influências de nenhum jogo MOBA ou RPG, o que significa que as personagens não evoluem ou melhoram ao longo do jogo. Overwatch é um shooter puro, e as personagens são idênticas de princípio ao fim, independentemente de ser a primeira ou a décima hora de jogo.

Felizmente existem muitas escolhas, todas elas válidas. O jogo aborda tantos estilos de jogabilidade e papéis, que é difícil imaginar que alguém não encontre aqui uma personagem que o agrade. Podem adotar um estilo de jogo mais moderno com espingardas, ou algo mais clássico (tipo Quake e Unreal Tournament) com lança-mísseis. Podem optar por uma personagem capaz de montar grandes defesas, ou um herói que possa curar e ajudar todo o grupo em momentos de aflição.

Não existem personagens claramente mais fortes ou mais fracas que outras, porque todas têm o seu próprio contexto para brilhar. Se alguma é mais poderosa, será mais lenta. Se uma tem grande agilidade, provavelmente será mais fraca, e assim sucessivamente. É uma espécie de jogo de Pedra, Papel e Tesoura levada ao extremo. O que fará a diferença não é a força de uma personagem, mas a forma como os jogadores as usam individualmente em prol da equipa.

Publicidade:

Também é necessário aplaudir o excelente design visual das personagens, o que não é de estranhar considerando o passado da Blizzard. Cada um dos 21 heróis tem uma personalidade muito vincada, em termos de aspeto, postura, animações e voz, o que as torna facilmente identificáveis. Depois de algumas horas de jogo vão identificar cada personagem com um mero vislumbre. Aliás, Overwatch é um triunfo técnico, porque o jogo corre bem em todas as plataformas - PS4, PC e Xbox One - mantendo sempre uma jogabilidade bastante fluida. O jogo está de tal forma optimizado, que mesmo um PC mediano pode correr Overwatch com grande facilidade.

Mais importante que o grafismo é a jogabilidade, e os controlos são uma grande parte dessa experiência. Mais um elemento em que Overwatch brilha, porque funciona na perfeição com rato e teclado ou comando. É um daqueles casos em que pegámos nos controlos e tudo encaixou de imediato, sem qualquer necessidade para ajustar sensibilidades ou miras. Convém ainda referir que até agora não tivemos qualquer problema ao nível de servidores, o que seria trágico para um jogo exclusivamente online. Talvez porque dedicaram muito tempo as versões betas e já têm experiência com Warcraft, StarCraft e Diablo, a Blizzard conseguiu entregar um jogo online extremamente sólido logo a partir do primeiro minuto.

Existe um pequeno pormenor de design que nos causou alguma frustração, relacionado com lag e a forma como o jogo funciona. Aconteceu-nos em várias ocasiões termos ficado de que tínhamos evitado um ataque inimigo ao sairmos de vista, apenas para caímos no segundo a seguir. Isto acontece porque o jogador pode estar a ver algo ligeiramente diferente do jogador que disparou, devido a pequenas discrepâncias com lag. A Blizzard decidiu, nestas situações, oferecer o momento a que ataca, ou seja, o jogo irá contabilizar a ação de quem disparou. Todos os jogadores vão acabar por terem situações nos dois lados da moeda, mas morrer assim pode ser um pouco frustrante.

Uma pequena queixa, que curiosamente nos leva a outro excelente ponto a favor de Overwatch: a forma como minimiza a frustração do jogador. O jogo está recheado de decisões de design inteligentes que ajudam a aguentar problemas com derrota, maus jogadores, parvalhões, e outros pormenores semelhantes. As partidas raramente duram mais que 10 minutos, e partir para um jogo seguinte demora pouco, o que significa que uma derrota não custa muito tempo e podem rapidamente partir para outra tentativa. O facto de não existir uma classificação partilhada dos encontros também ajudam, o que significa que apenas vocês vão ver como foi a vossa prestação em termos de mortes e pontos, ou seja, ninguém vai gritar convosco porque tiveram um mau dia. Existe no entanto um sistema de medalhas, que ajuda a distinguir os três melhores jogadores de cada partida em termos de mortes, objetivos cumpridos, maior quantidade de dano curado e outros detalhes semelhantes. É um sistema que não pune quem teve um mau desempenho, mas que motiva a tentar conquistar medalhas pela prestação.

O jogo inclui três modos para experimentarem, todos óbvios em termos de objetivos e do que é suposto cumprir. Além disso, mais conteúdo será acrescentado gratuitamente, como será o caso em breve do modo competitivo. As três opções disponíveis são divertidas, e mesmo em caso de derrota, como já referimos, o jogo foi construído de forma a minimizar essa inevitabilidade. A nossa principal (e praticamente única) queixa com o jogo prende-se com a ausência total de conteúdo para o jogador solitário. Se não gostam de experiência online, Overwatch não é, obviamente, para vocês. Existe a opção para enfrentar a inteligência artificial, mas serve sobretudo um propósito de treino, até porque é francamente má no papel de substituir os jogadores.

Se jogos online, e em particular do género shooter, são o vosso tipo de experiência, então vamos repetir o que dissemos no início do texto: Overwatch é o melhor jogo que podem conseguir dentro desse conceito. E ainda bem que acábamos finalmente de escrever esta análise, porque estamos ansiosos para voltar para Overwatch.

OverwatchOverwatchOverwatch
OverwatchOverwatchOverwatch
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Jogabilidade soberba. Muita variedade entre as personagens. Aborda vários estilos de jogo. Tecnicamente é quase perfeito. Localização total para português (Brazil).
-
Não inclui conteúdo real para o jogador solitário.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor
Publicidade: